Estatuto Social

Rio de Janeiro sedia o VI Encontro de colaboradores do Setor Universidades da CNBB

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Foram debatidas questões relacionadas a cultura e educação, nas atuais configurações da Igreja e no mundo

Rio de Janeiro sedia o VI Encontro de colaboradores do Setor Universidades da CNBBO Setor Universidades da Comissão Episcopal Pastoral para a Cultura e a Educação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) realizou de 27 a 29 de janeiro, no Centro de Acolhida Missionária ,no Rio de Janeiro, o VI Encontro de Colaboradores.

Ao todo 35 pessoas vindas de todo o país participaram do evento que reuniu coordenadores regionais e diocesanos de Pastoral Universitária, representantes dos organismos de comunhão, professores consultores/colaboradores e membros de equipes de trabalho.  Esteve presente, durante todo o encontro o bispo auxiliar de Belo Horizonte (MG) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Cultura e a Educação da CNBB, dom João Justino de Medeiros Silva.

O encontro teve início com uma introdução à visão de Igreja na perspectiva do papa Francisco; uma análise das tendências e desafios do ensino superior no Brasil, a partir do Censo de Ensino Superior 2015, realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e da encíclica Laudato Si'. Além destes referenciais teóricos, foram realizados “estudos de casos” de Pastoral Universitária, análise dos projetos do Setor Universidades e da articulação do Setor Universidades nos regionais da CNBB.

O arcebispo do Rio de Janeiro (RJ), cardeal Orani João Tempesta, esteve presente na abertura e falou aos participantes sobre a importância desse espaço de encontro onde se reflete questões relacionadas a cultura e educação nas atuais configurações da Igreja e Mundo, por fim abençoou e acolheu a todos.

A dinâmica de apresentação e integração, inspirada no tema da Campanha da Fraternidade, foi motivada pelo professor Humberto Herrera, de Curitiba (PR), que propôs aos presentes à reflexão “Quem eu Sou? “Onde estou (bioma)? “Qual o retrato da minha pastoral?”. Em seguida, dom João Justino, palestrou sobre “Papa Francisco e a eclesiologia do Concílio Vaticano II – Elementos para a reflexão”. Os participantes se prepararam para esta reflexão, a partir da leitura do discurso do Papa Francisco no aniversário de 50 anos de conclusão do Concílio Vaticano II. 

Para o presidente da Comissão, ao conduzir um breve estudo sobre a eclesiologia do Vaticano II, o interesse foi de ajudar os participantes a compreenderem como o papa Francisco tem bem claro a visão conciliar da Igreja e como tem investido esforços nas suas palavras e nas suas decisões na direção de uma Igreja Povo de Deus, marcada fundamentalmente pela comunhão e sinodalidade. "Nossos compromissos na Pastoral Universitária devem se inspirar na Evangelii Gaudium, exortação que poderia ser entendida como explicitação contemporânea da Constituição Lumen Gentium em seu aspecto mais pastoral”.

Ao final do encontro, foi apresentado o calendário de atividades do Setor Universidades para 2017, além da apresentação e escolha da logo para o IV Encontro Brasileiro de Universitários Cristãos (Ebruc), que será realizado em Manaus (AM) no mês de setembro. Também foram apresentados os referenciais do Projeto Missão País - que serão os colaboradores Caroline Zanon Gonçalves, de Campinas (SP) e Valcir Moraes, de Curitiba (PR) - e o novo lema do Projeto de Comunicação Universitários Cristãos, que passa a ser “Comunhão e Missão”. Os presentes ainda deram encaminhamentos quanto à parceria com a Comunidade de Taizé.

Conteúdo

 Rio de Janeiro sedia o VI Encontro de colaboradores do Setor Universidades da CNBBNo segundo dia de atividades, que começou com uma missa, o coordenador do Setor Universidades do regional Leste 1 professor Rodrigo Felix, expôs o “Censo da Educação Superior (Inep): tendências e desafios”. Na sequência, no primeiro bloco de projetos do Setor Universidades, o grupo tomou conhecimento do Serviço de Acolhida aos Estudantes Estrangeiros, do Intercâmbio na Comunidade de Taizé e também do trabalho pastoral de Universitários com presidiários. Os participantes também foram divididos em grupos para os estudos de caso, com os temas "Cultura do bem viver, universitários e redes sociais"; "Seminário Laudato si': arquidiocese e universidade em diálogo"; "É o seminarista um agente de pastoral?".

Na parte da tarde, seguiu a sequência de apresentação dos Blocos de Projetos II (Projeto Missão país e Projeto com Egressos e Profissionais) e III (Campanha da Fraternidade e Seminários Laudato si'). Após uma pausa, o assessor nacional do Setor, padre Danilo Pinto, falou sobre o processo de articulação do Setor Universidades nos regionais da CNBB. "A articulação regional é uma das duas principais tarefas deste quadriênio, juntamente, com a formação dos agentes. Um regional articulado é o melhor retrato da sinodalidade, caminhada conjunta, a que nos convida o papa Francisco, em vista da missão da Igreja, evangelizar”, explicou o padre.

No último dia, foi apresentado o IV Bloco de Projetos (IV Encontro Brasileiro de Universitários Cristãos e Missionários Universitários para a Amazônia e Povos Indígenas), seguido do painel de experiências positivas tendo por parâmetro os documentos papais Evangelii Gaudium; Laudato si' e Misericordiae Vultus.

Fonte: CNBB