Estatuto Social

Missão leva assistência espiritual aos católicos de Borba (AM)

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Autazes (RV) – Autazes é um município amazônico que dista 108 km de Manaus e tem população estimada de 37 mil habitantes.

Às margens do Rio Madeira, sua população vive basicamente da pesca, das roças domésticas e da caça. Os católicos são praticamente desassistidos, devido à carência de padres. As comunidades são ativas graças à boa vontade de coordenadores de pastoral, mas dependem da presença presbiteral.

O padre piauiense Wellistony Carvalho, reitor do Seminário de teologia Sagrado Coração de Jesus, em Teresina, está visitando a Prelazia de Borba com um grupo de 12 seminaristas e outro sacerdote. Nesta missão, que dura um mês, o padre está constatando como é necessário clamar à Igreja do Brasil para que envie à Amazônia os padres de que a região necessita. Ouça a entrevista.

“Do ponto de vista da Igreja, as comunidades precisam de muita presença católica, de missionários, de pessoas que evangelizem, ministros. A prelazia de Borba, por exemplo, tem praticamente sete padres; é uma carência muito grande, numa região enorme como esta. Falta presença católica e os católicos destas comunidades estão desarticulados. Os padres fazem um esforço tremendo para visitar estas comunidades, mas é quase impossível assistir. Eles dependem simplesmente do ministério sacerdotal e presbiteral”.

“Uma coisa que se percebe aqui é que os ministérios leigos deveriam ser muito mais fomentados, formados, mas até para isto há carência. O clamor que se vê aqui na Amazônia é um clamor para a Igreja no Brasil, porque sentimos que o Brasil poderia ser mais solidário, enviando sacerdotes”.

(CM)

Fonte: Rádio Vaticano