Estatuto Social

São 31 os agentes pastorais assassinados em 2016

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Roma (RV) – Durante este ano de 2016, de acordo com as informações coletadas pelo site O Sismógrafo, foram mortos 31 agentes pastorais, 9 a mais dos 22 de 2015 (+ 41%). Um ano “terrível”, portanto, para os católicos, sacerdotes, religiosas e leigos, que trabalham na evangelização.

O continente americano se apresenta, mais uma vez, como a região mais perigosa para os agentes pastorais: o número das vítimas duplicou passando dos 8 de 2015 para 16 em 2016. Neste ano que está prestes a terminar, no mundo foram assassinados 14 sacerdotes. No ano passado morreram 13. Um aumento surpreendente se registra em relação às religiosas: as vítimas passaram de 4 de 2015 a 9 em 2016.

Comparação 2016-2015

Sacerdotes - 14 (2016) - 13 (2015)

Religiosas - 9 (2016) - 4 (2015)

Leigos - 8 (2016) - 5 (2015)

Na América Latina, nos últimos dez anos, de 2005 a 2015, os agentes pastorais assassinados foram 121 dos quais 107 sacerdotes. Na década 2005/2015 o total de agentes pastorais católicos no mundo assassinados é de 259.

31 AGENTES PASTORAIS MORTOS EM 2016

- sacerdotes (14)
- religiosas (9)
- agentes Caritas (3)
- seminarista (1)
- catequistas (4)
 

Ásia (6)
- Síria (1): Elias Abiad (agente Caritas) – 13 de fevereiro
- Iêmen (4): Irmã Anselm, da Índia  - 4 de março
                   Irmã Marguerite de Ruanda – 4 de março
                   Irmã Reginette de Ruanda – 4 de março
                   Irmã Judit do Quênia – 4 de março
- Filipinas (1): Pe. Marcelino Biliran – 27 de junho

América (16)

- Brasil (3): Pe. Antônio Moser - 9 de março
                  Pe. Francisco Carlos Barbosa Tenório – 9 de outubro
                  Pe. João Paulo Nelli – 9 de outubro

- Venezuela (1): Pe. Darwin Zambrano – 31 de março

- EUA (3): Pe. Rene Robert – 10 de abril

                Irmã Margaret Held – 25 de agosto
                Irmã Paula Merrill – 25 de agosto
- Haiti (1): Irmã Isabel Sola Macas – 2 de setembro

- México (7): Pe.p. Alejo Nabor Jiménez Juárez - 18-19 de setembro

                    Pe. José Alfredo Juárez - 18-19 de setembro
                    Pe. José Alfredo López Guillén -19-20 de setembro (?)
                    Willibaldo Hernández - catequista – 4 de outubro (?)
                    Adán Valencia- catequista – 4 de outubro (?)
                    Jesús López Urbina- catequista – 4 de outubro (?)
                    Jesús Ayala Aguilar- catequista – 4 de outubro (?)
- Colômbia (1): Pe. José Fortunato Bedoya Franco – 25 de outubro
 

África (8)
- Congo (Rep. Dem.) (5): Pe. Vincent Machozi – 20 de março
                                      motorista-agente Caritas – 25 de março
                                      contador da Caritas Basankusu – 11 de agosto
                                      Pe. Joseph Mulimbi – 21 de outubro
                                      Irmã Marie Claire Agano -30 de novembro

- Sul Sudão (1): Irmã Veronika Terézia Racková – 20 de maio 

- Nigéria (2): Pe. John Adeyi – 22 de junho 

                    seminarista Lazarus Nwafor - 25 de agosto
 

Europa (1)
-França (1): Pe. Jacques Hamel – 26 de julho
 

Nota.

Ainda se espera o relatório final sobre as causas da morte do Pe. Juan Viroche, Argentina, encontrado morto no último dia 05 de outubro. Esses números não incluem a morte da senhora Marie-Yvonne, enfermeira/responsável da casa de repouso para idosos monges e missionários de Montferrier-sur-Lez, no departamento de Hérault, no sul da França, em 25 de novembro passado. (SP)

Fonte: Rádio Vaticano