Estatuto Social

Pe. Joãozinho: minha vida está intensamente marcada por Maria

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Cidade do Vaticano (RV) - O convidado do Porta  Aberta desta quarta-feira (04/01), é o Pe. Joãozinho da Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus (Dehonianos). Ele visitou esta semana a nossa emissora e conversou com Silvonei José.

"Na verdade o meu nome é João Carlos Almeida. O meu avô, pai da minha mãe, era italiano. Quando eu vim morar na Itália entendi porque o DNA é tão forte. Há um italiano dentro de mim. Esta vontade de falar, a loquacidade, a comunicação vem da parte da minha mãe, dessa parte italiana. Da parte do meu pai Almeida, o português e indo a Portugal eu entendi essa melancolia, o desejo de ficar um pouco solitário, meditando. O pesquisador é português. Depois, tem o Carlos que vem do padrasto do meu pai que ficou órfão com cinco anos de idade e minha avô se casou novamente. A minha avô era de descendência alemã. Então, tem um italiano, alemão e português. Esse sou eu. Bato forte como um alemão, falo muito como um italiano e gosto de pesquisar como um português. Descobri, porém, que a minha avô era filha única de outro alemão de ascendência judaica. Esses são os meus quatro pilares genéticos. Judeu, italiano, português e alemão. Para resumir ficou o João que é o discípulo amado do Sagrado Coração de Jesus que para simplificar ficou Joãozinho, talvez pelo meu tamanho."

(MJ/SJ) 

Fonte: Rádio Vaticano