Estatuto Social

Prêmio "Niwano pela paz" designado ao Bispo Munib Younan

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Tóquio (RV) – O bispo da Igreja Evangélica Luterana da Jordânia e da Terra Santa desde 1998 e Presidente da Federação Luterana Mundial, Munib Younan, é o vencedor do 34º Prêmio Niwano para a paz.

Ele destacou-se pela “perseverança e compaixão usadas em seu trabalho em favor do diálogo inter-religioso na Terra Santa”. Seu empenho sublinha a comunhão entre confissões religiosas, como parte integrante nos esforços pela paz.

Nascido em 1950 em Jerusalém, o Bispo Younan é Presidente desde 2010 da Federação Luterana Mundial. No decorrer de sua longa carreira, assumiu diversos encargos em organizações luteranas – também como Presidente do Conselho Luterano da Ásia – e inter-religiosas. A posição por ele ocupada favoreceu a criação de uma rede entre os líderes religiosos de diversas confissões no Oriente Médio.

Younan foi um dos 14 líderes religiosos que firmaram a Declaração de Alexandria de 2002, documento em que rabinos, xeiques e bispos asseguravam seu empenho em favorecer a paz na Terra Santa, que é santa para as três religiões monoteístas.

Nas motivações do Prêmio, afirma-se que em um mundo caracterizado por lideranças que procuram evidenciar diferenças e contrastes, o Bispo Younan buscou constantemente afirmar o contrário. Desta forma, ele “encarna as qualidades que a Niwano Peace Foundation valoriza nos líderes religiosos” e aos quais quer homenagear por meio deste Prêmio.

A cerimônia de premiação terá lugar em Tóquio, em 27 de julho. Além do certificado de vencedor do Prêmio, o Bispo Younan receberá uma medalha e uma soma em dinheiro.

A escolha foi realizada entre um universo de 600 pessoas e organizações, representando 125 países e diversas religiões. As candidaturas são avaliadas por um Comitê de seleção internacional do Prêmio Niwano pela paz, composto atualmente por dez líderes religiosos, envolvidos em movimentos pela paz e pela cooperação inter-religiosa,  provenientes de várias partes do mundo.

(asianews/je)

Fonte: Rádio Vaticano