Estatuto Social

Dezenas de drones ilegais sobrevoam Coliseu e Vaticano

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Cidade do Vaticano (RV) – O Coliseu e o Vaticano atraem não somente a atenção dos turistas, mas também dos drones que voam ilegalmente nos céus da Cidade Eterna.

De fato, nos últimos meses foram registrados dezenas de “casos ilegais” em áreas proibidas, como o Centro Histórico e zonas militares.

A denúncia é da Entidade Nacional para a Aviação Civil (ENAC), durante a abertura do “Roma Drone Campus”, evento que nos dias 20 e 21 promoveu dezenas de encontros e workshops ligados ao desenvolvimento do setor dos mini robôs voadores.

“Foram registrados três incidentes com drones sobre o Coliseu nos últimos meses – revelou Sebastiano Veccia, da ENAC – e um deles provocou danos em parte do monumento. Em função disto, à pedido do Ministério dos Bens Culturais, decidimos ampliar ulteriormente as áreas de interdição ao voo sobre a cidade”.

Mas não somente o Coliseu é alvo dos voos ilegais registrados a cada ano nas cidades italianas. Também a Cidade do Vaticano denunciou ter sido sobrevoada diversas vezes por drones ilegais. Mesmo caso ocorreu sobre as casernas e áreas militares.

“No geral, são turistas que querem fazer tomadas de efeito e que às vezes perdem o controle do meio – observa Veccia – mas de qualquer maneira, são todos voos ilícitos, pois sobrevoam espaços interditados”.

Com o objetivo de limitar e prevenir estes incidentes, a ENAC implementará novas normas de segurança. A primeira será a obrigatoriedade na identificação dos robôs, uma espécie de placa obrigatória. A segunda, um sistema para acompanhar o voo em tempo real.

“Os primeiros experimentos deverão ser realizados em junho – acrescentou o responsável da ENAC – e é importante entender que não é possível subestimar os riscos oferecidos pelo uso ilícito de drones sobre áreas proibidas e em espaços onde há a presença de muitas pessoas”.

(je/ansa)

Fonte: Rádio Vaticano