Estatuto Social

Brasileira relata a dura realidade do desembarque de imigrantes

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Cidade do Vaticano (RV) - “Não nos esqueçamos de que este problema dos refugiados, dos migrantes hoje é a maior tragédia depois daquela da II Guerra Mundial”: foi  o que disse o Papa Francisco ao final da Audiência Geral de quarta-feira, 22 de março.

A scalabriniana Irmã Rosa Maria Martins Silva tocou pessoalmente esta realidade de que fala o Papa ao visitar as comunidades das Irmãs Missionárias de São Carlos Borromeo no sul da Itália.

Atualmente, Ir. Rosinha, como é conhecida, atua no setor de comunicação da Congregação na província Nossa Senhora Aparecida, em São Paulo. Em entrevista ao Programa “Em Romaria”, ela descreve emocionada a experiência que viveu na Itália e analisa a relação entre comunicação e imigração e a possibilidade de comunicar a empatia.

Cidade do Vaticano (RV) - “Não nos esqueçamos de que este problema dos refugiados, dos migrantes hoje é a maior tragédia depois daquela da II Guerra Mundial”: foi  o que disse o Papa Francisco ao final da Audiência Geral de quarta-feira, 22 de março.

A scalabriniana Irmã Rosa Maria Martins Silva tocou pessoalmente esta realidade de que fala o Papa ao visitar as comunidades das Irmãs Missionárias de São Carlos Borromeo no sul da Itália.

Atualmente, Ir. Rosinha, como é conhecida, atua no setor de comunicação da Congregação na província Nossa Senhora Aparecida, em São Paulo. Em entrevista ao Programa “Em Romaria”, ela descreve emocionada a experiência que viveu na Itália e analisa a relação entre comunicação e imigração e a possibilidade de comunicar a empatia.

Fonte: Rádio Vaticano