Estatuto Social

Óbolo de São Pedro: "um sinal de solidariedade sem-fronteiras"

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Cidade do Vaticano (RV) - Uma prática muito antiga que chega até nossos dias. Trata-se do Óbolo de São Pedro, a coleta que se realiza em todo o mundo católico em 29 de junho ou no domingo mais próximo da solenidade dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo.

A coleta, conhecida como “Jornada para a caridade do Papa”, evoca as origens do cristianismo. O substituto da Secretaria de Estado, Dom Angelo Becciu, explica os dois motivos que tornam o Óbolo de São Pedro ainda hoje atual, como nas origens:

Em primeiro lugar, “oferecer um apoio material a quem vive para anunciar o Evangelho, portanto, às necessidades do apostolado, incluindo as atividades da Santa Sé”; e, depois, “cuidar dos mais necessitados, que infelizmente nunca faltam, não somente aqueles que estão perto de nós, mas também tantos contextos de sofrimento, muitas vezes esquecidos”.

“Dar o Óbolo é como quando um fiel dá uma oferta a seu pároco e lhe diz: ‘Utilize-a para o bem da comunidade. Em suma, é um sinal de solidariedade, o mesmo que o Papa faz para o bem da Igreja universal”, esclarece o arcebispo.

“O doador é um cidadão global e isso significa que a solidariedade não conhece confins”, conclui o prelado. (RL/Sir)

Fonte: Rádio Vaticano