Estatuto Social

REPAM promove Encontro sobre Ecoteologia: qual é a proposta?

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Brasília (RV) – Com uma programação de debates, mesas-redondas e exposições de antropólogos, teólogos e professores de todos os Regionais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil na Amazônia Legal, começa no dia 16 de agosto o  Encontro sobre Ecoteologia promovido pela Rede Eclesial Pan-Amazônica (REPAM-Brasil), a Comissão Episcopal para a Amazônia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e o Grupo de Trabalho Igreja e Mineração da CNBB.

Cerca de 36 representantes dos Regionais da Amazônia Legal da CNBB onde a REPAM vem realizando os Seminários sobre a Encíclica Laudato Sì, a equipe de assessores da REPAM-Brasil e vários convidados participarão do evento.

A primeira mesa de debate será “Alcances e limites da Laudato Sì à luz da ecoteologia no Brasil” com a participação de Afonso Murad, Teólogo, professor da Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia (FAJE) e do Instituto Santo Tomás de Aquino (ISTA); Márcia Maria de Oliveira, Teóloga e Antropóloga, professora da Universidade Federal de Rondônia (UNIR); Luiz Carlos Susin, Teólogo e professor da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS) e Tea Frigerio, do Centro de Estudos Bíblicos (CEBI).

A segunda mesa será: “Experiências pastorais de ecoteologia à luz da Laudato Si”, composta por Gilberto Vieira dos Santos (Giba), Secretário-adjunto do Conselho Indigenista Missionário (Cimi); Rubem Siqueira, Coordenador Nacional da Comissão Pastoral da Terra (CPT) e Luiz Cláudio Lopes da Silva (Mandela), Diretor-executivo da Cáritas Nacional. A mesa será concluída com debate em grupos e plenária. E assim finalizando o dia com uma mística.

As discussões do dia 17/08 se iniciam às 8h30 com a mesa: “Ecoteologia na Amazônia – as experiências dos Povos Ameríndios com a Terra Sem Males, Sumak kawsay e o Bem Viver”, com Ricardo Gonçalves Castro, professor da Faculdade Salesiana Dom Bosco (FSDB) e do Instituto de Teologia Pastoral e Ensino Superior da Amazônia (ITEPES-Amazonia); Iraildes Caldas Torres, professora da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e Raimundo Vanthuy Neto, professor do ITEPES-Roraima.

A mesa seguinte será sobre “Mineração e Ecoteologia” com Sandro Gallazzi, do Centro Ecumênico de Serviços à Evangelização e Educação Popular (CESEEP) e Centro de Estudos Bíblicos (CEBI); Marcelo Barros, Assessor das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) e Coordenador da Associação Ecumênica de Teólogos/as do Terceiro Mundo (ASETT) e Dário Bossi, da Igreja e Mineração e assessor da REPAM-Brasil.

Por fim serão realizados os encaminhamentos para a proposta final do encontro.

Em entrevista a Osnilda Lima, o missionário comboniano Padre Dário Bossi, que faz parte do Grupo de Trabalho Igreja e Mineração da CNBB e é assessor da REPAM-Brasil, fala do passo importante da REPAM e Igreja e Mineração na promoção do encontro sobre Ecoteologia.

Já o teólogo Padre Ari Antônio dos Santos, assessor da Repam-Brasil, define a proposta da Ecoteologia.

(CM/OL)

Fonte: Rádio Vaticano