Estatuto Social

Custódia despede-se com gratidão do Núncio Lazzarotto na Terra Santa

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Jerusalém (RV) - A Custódia da Terra Santa expressa gratidão a Dom Giuseppe Lazzarotto pelo trabalho realizado nestes anos.

O núncio apostólico em Israel e Chipre e delegado apostólico em Jerusalém e Palestina deixou a Terra Santa esta segunda-feira (28/08), concluindo seu mandato por ter alcançado limite de idade (75 anos).

Dom Lazzarotto sempre esteve próximo da Custódia”, recorda o custódio, Pe. Francesco Patton. “Graças ao núncio, quando o Papa Francisco veio a Jerusalém em visita em 2014 almoçou no refeitório do Convento de São Salvador com os frades franciscanos da Custódia”.

É o que se lê no site da Custódia que menciona a carta endereçada pelo núncio aos bispos, religiosos e a todas as comunidades cristãs da Terra Santa, em que expressa “grande gratidão pela benevolência” com a qual sempre foi acompanhado no ministério de representante do Santo Padre.

O núncio apostólico celebrou o fim de seu mandato com uma missa na Capela de Notre Dame Center de Jerusalém, oficiada no domingo (27/08), dia anterior ao da sua partida. Na homilia recordou “com reconhecimento o tempo de serviço vivido em Jerusalém”.

O prelado tomou a imagem de um tapete vermelho que se abre, como a recordar o caminho que Jesus abre todos os dias diante de cada homem. Em seguida, ressaltou que continuará carregando a Terra Santa no coração e rezando por todos aqueles que ali vivem e atuam.

À espera da nomeação e da chegada de seu sucessor, o secretário da nunciatura Mons. Marco Formica assumirá como encarregado interino.

Nascido em Carpane na província italiana de Vicenza em 24 de maio de 1942 e tendo feito doutorado em direito canônico, Dom Lazzarotto iniciou em 1971 seu trabalho na diplomacia vaticana.

Primeiro prestou serviço nas delegações da Santa Sé na República de Zâmbia, na Bélgica, Cuba, na delegação apostólica de Jerusalém e na Secretaria de Estado.

Foi depois nomeado núncio apostólico no Reino Hascemita da Jordânia e República do Iraque em 1994, núncio apostólico na Irlanda a partir do ano 2000, núncio apostólico na Austrália a partir de 2007. Em agosto de 2012 Bento XVI o havia nomeado delegado apostólico em Jerusalém e Palestina e núncio apostólico em Israel e Chipre. (RL/Sir)

Fonte: Rádio Vaticano