Estatuto Social

Cardeal Bassetti: impossível conversão da Igreja sem sinodalidade

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Florença (RV) - “Sem sinodalidade, a conversão da Igreja é impossível!”

Foi o que exclamou o presidente da Conferência Episcopal Italiana (CEI) e arcebispo de Perugia, Cardeal Gualtiero Bassetti, na lectio magistralis proferida esta quarta-feira (04/10) em Florença na Faculdade teológica do centro da Itália.

“Domingo passado, iniciando o ano pastoral, a Igreja em Florença retomou o caminho sinodal para o aprofundamento da Evangelii gaudium”, observou o purpurado a propósito da incumbência do Papa Francisco a toda a Igreja italiana, durante o Congresso eclesial nacional de Florença.

Cada comunidade cristã tem uma Galileia onde Jesus precede seus discípulos

“A saída missionária não é um slogan abstrato, mas um compromisso teologal ligado à vida concreta, especialmente da vida dos pobres”, prosseguiu. “Para cada comunidade cristã há uma Galileia onde Jesus precede seus discípulos missionários. É impossível descobri-la se não caminhamos juntos ouvindo a Palavra”, explicou ele.

Fruto de uma história que nos precedeu, da qual somos continuação

Porém, é preciso “também a humildade de reconhecer-se filhos, fruto de uma história que nos precedeu, e da qual somos continuação”.

“Nenhuma Igreja local deveria acolher o convite à conversão pastoral sem recorrer à própria história – advertiu o Cardeal Bassetti –, mas Florença e a sua Faculdade teológica têm uma responsabilidade especial: refiro-me às raízes do Séc. XX eclesial toscano. Elas não estão relegadas ao passado e precisam da seiva generosa da Igreja de hoje para uma síntese intensa com os desafios do momento presente”.

É tempo de memória partilhada

“Os frutos maduros do Séc. XX eclesial florentino e toscano ainda devem ser acolhidos completamente”, afirmou o presidente dos bispos italianos, para o qual “é tempo de memória partilhada, e jamais como agora essa memória é urgente e finalmente possível!”

“Considero a visita do Papa Francisco ao túmulo de Pe. Lorenzo Milani (figura histórica da Arquidiocese de Florença, ndr) um sinal dos tempos”, exclamou o Cardeal Bassetti como comprovação de suas afirmações. (RL/Sir)

Fonte: Rádio Vaticano