Estatuto Social

Card. Sérgio da Rocha: "envolver e acolher mais os jovens"

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Cidade do Vaticano (RV) - A Rádio Vaticano encontrou esta manhã o Cardeal Sérgio da Rocha, presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, arcebispo de Brasília.

Em Roma por poucos dias, ele participa da reunião do Conselho do Sínodo dos Bispos, que prepara a Assembleia Sinodal sobre a Juventude, prevista para outubro de 2018.

O Conselho, presidido pelo Papa, que participa das reuniões, é formado por 15 bispos, 3 dos quais escolhidos diretamente por Francisco. E um deles é Dom Sérgio, que nos falou sobre o andamento dos trabalhos:

“Nossa responsabilidade é preparar a próxima Assembleia Sinodal procurando envolver toda a Igreja, especialmente os jovens. O Conselho da Secretaria do Sínodo procura justamente isso. Nos reunimos para pensar melhor o caminho a seguir. Graças a Deus, temos a oportunidade de contar já com a participação muito grande das Conferências Episcopais, e sobretudo, ouvindo a juventude. O Papa Francisco tem insistido que seja um período de escuta de todos os jovens, especialmente daqueles que estão no dia a dia de nossas comunidades, mas também daqueles que não têm participado da vida da Igreja. Este momento é importante porque se trata do envolvimento de nossa juventude na própria temática do Sínodo. Não teria sentido realizar um Sínodo sem ouvir os próprios jovens. Ouvir procurando acolher ao máximo as suas contribuições, seus anseios e seus desafios”.

Aqui Dom Sérgio nos fala sobre a participação do Papa Francisco na preparação do Sínodo para a Juventude:

“O Papa Francisco é sempre um exemplo de escuta, acima de tudo. Ele procura ouvir atentamente e acolher ao máximo as observações, as experiências que nós trazemos, especialmente a consulta que está sendo feita à própria juventude. Ele mesmo é um exemplo de Sinodalidade, que é construída a partir da escuta. Que Deus nos ajude a imitar cada vez mais o Papa Francisco, procurando ser uma Igreja que escuta e acolhe a todos”.

Fonte: Rádio Vaticano