Estatuto Social

Quarta - Feira, 08 de Julho de 2015 - 4ª-feira da 14ª Semana Tempo Comum

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Cor: Verde

Leituras do Dia


1ª Leitura - Gn 41,55-57.42,5-7a.17-24a
Salmo - Sl 32,2-3. 10-11. 18-19 (R. 22)
Evangelho - Mt 10,1-7
Reflexão - Mt 10, 1-7

1ª Leitura - Gn 41,55-57.42,5-7a.17-24a

Sofremos justamente estas coisas,
porque pecamos contra o nosso irmão. Naqueles dias:
55Todo o Egito começou a sentir fome,
e o povo clamou ao Faraó, pedindo alimento.
E ele respondeu-lhe:
"Dirigi-vos a José e fazei o que ele vos disser".
56Quando a fome se estendeu a todo o país,
José abriu os celeiros e vendeu trigo aos egípcios,
porque a fome também os oprimia.
57De toda as nações vinham ao Egito comprar alimento,
pois a fome era dura em toda a terra.
42,5Os filhos de Israel entraram na terra do Egito com outros
que também iam comprar trigo, pois havia fome em Canaã.
6José era governador na terra do Egito
e, conforme a sua vontade, se vendia trigo à população.
Chegando os irmãos de José,
prostraram-se diante dele com o rosto em terra.
7aAo ver seus irmãos, José os reconheceu.
17E mandou metê-los na prisão durante três dias.
18E, no terceiro dia, disse-lhes:
"Fazei o que já vos disse e vivereis, pois eu temo a Deus.
19Se sois sinceros, fique um dos irmãos preso aqui no cárcere,
e vós outros ide levar para vossas casas o trigo que comprastes.
20Mas trazei-me o vosso irmão mais novo,
para que eu possa provar a verdade de vossas palavras,
e não morrerdes".
Eles fizeram como José lhes tinha dito.
21E diziam uns aos outros:
"Sofremos justamente estas coisas,
porque pecamos contra o nosso irmão:
vimos a sua angústia,
quando nos pedia compaixão,
e no o atendemos.
É por isso que nos veio esta tribulação".
22Rúben disse-lhes: "Não vos adverti dizendo:
"Não pequeis contra o menino?"
E vós não me escutastes.
E agora nos pedem conta do seu sangue".
23Ora, eles não sabiam que José os entendia,
pois lhes falava por meio de intérprete.
24aEntão, José afastou-se deles e chorou.
Palavra do Senhor.

Salmo - Sl 32,2-3. 10-11. 18-19 (R. 22)

da mesma forma que em vós nós esperamos!
2+Dai graças ao Senhor ao som da harpa, *
na lira de dez cordas celebrai-o!
3Cantai para o Senhor um canto novo, *
com arte sustentai a louvação!R.

10O Senhor desfaz os planos das nações *
e os projetos que os povos se propõem.
11Mas os desígnios do Senhor são para sempre, +
e os pensamentos que ele traz no coração, *
de geração em geração, vão perdurar.R.

18Mas o Senhor pousa o olhar sobre os que o temem, *
e que confiam esperando em seu amor,
19para da morte libertar as suas vidas *
e alimentá-los quando é tempo de penúria.R.

Evangelho - Mt 10,1-7

Ide, antes, às ovelhas perdidas da casa de Israel! Naquele tempo:
1Jesus chamou os doze discípulos
e deu-lhes poder para expulsarem os espíritos maus
e para curarem todo tipo de doença e enfermidade.
2Estes são os nomes dos doze apóstolos:
primeiro, Simão chamado Pedro, e André, seu irmão;
Tiago, filho de Zebedeu, e seu irmão João;
3Filipe e Bartolomeu;
Tomé e Mateus, o cobrador de impostos;
Tiago, filho de Alfeu, e Tadeu;
4Simão, o Zelota, e Judas Iscariotes,
que foi o traidor de Jesus.
5Jesus enviou estes Doze, com as seguintes recomendações:
"Não deveis ir aonde moram os pagãos,
nem entrar nas cidades dos samaritanos!
6Ide, antes, às ovelhas perdidas da casa de Israel!
7Em vosso caminho, anunciai:
"O Reino dos Céus está próximo".
Palavra da Salvação.

Reflexão - Mt 10, 1-7

Nós devemos ter sempre a convicção de que, se fomos chamados para trabalhar no Reino de Deus, foi Jesus quem nos chamou. Outras pessoas podem até ter participado deste chamado, mas forma instrumentos nas mãos de Jesus para que esse chamado acontecesse. E porque foi Jesus quem nos chamou, é da obra dele que participamos. Não temos o nosso próprio projeto e nem participamos de projetos de outras pessoas, mas na verdade, nos inserimos no projeto do próprio Jesus. Com isso, não realizamos a nossa obra, mas a obra daquele que nos chamou e não agimos pelo nosso próprio poder, mas agimos pelo poder daquele que nos chamou e nos enviou para a realização do seu projeto de amor.

Fonte: CNBB