Estatuto Social

Terça - Feira, 13 de Outubro de 2015 - 3ª-feira da 28ª Semana Tempo Comum

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Cor: Verde

Leituras do Dia


1ª Leitura - Rm 1,16-25
Salmo - Sl 18 (19),2-3. 4-5 (R. 2a)
Evangelho - Lc 11,37-41
Reflexão - Lc 11, 37-41

1ª Leitura - Rm 1,16-25

Salmo - Sl 18 (19),2-3. 4-5 (R. 2a)


2Os céus proclamam a glória do Senhor, *
e o firmamento, a obra de suas móos;
3o dia ao dia transmite esta mensagem, *
a noite à noite publica esta notícia.R.

4Não são discursos nem frases ou palavras, *
nem são vozes que possam ser ouvidas;
5seu som ressoa e se espalha em toda a terra, *
chega aos confins do universo a sua voz.R.

Evangelho - Lc 11,37-41

Dai esmola do que vós possuís
e tudo ficará puro para vós. Naquele tempo:
37Enquanto Jesus falava,
um fariseu convidou-o para jantar com ele.
Jesus entrou e pôs-se à mesa.
38O fariseu ficou admirado
ao ver que Jesus não tivesse lavado as mãos
antes da refeição.
39O Senhor disse ao fariseu:
"Vós fariseus, limpais o copo e o prato por fora,
mas o vosso interior está cheio de roubos e maldades.
40Insensatos! Aquele que fez o exterior
não fez também o interior?
41Antes, dai esmola do que vós possuís
e tudo ficará puro para vós.
Palavra da Salvação.

Reflexão - Lc 11, 37-41

O Evangelho que nos é proposto para a reflexão a partir da liturgia de hoje é altamente questionador no que diz respeito à nossa fé e à nossa vivência religiosa. Para quem crê verdadeiramente, o importante não é a prática exterior, pois esta prática só encontra seu verdadeiro sentido quando é uma expressão do que realmente se crê e se vive, caso contrário, caímos na insensatez: celebramos o que não vivemos nem construímos, e revelamos valores que não são nossos, nem são importantes para nós. O Evangelho de hoje exige de nós coerência entre o que celebramos e o que vivemos, para que as nossas celebrações não sejam ritos vazios e estéreis, mas espírito e verdade.

Fonte: CNBB