Estatuto Social

Terça - Feira, 20 de Outubro de 2015 - 3ª-feira da 29ª Semana Tempo Comum

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Cor: Verde

Leituras do Dia


1ª Leitura - Rm 5,12.15b.17-19.20b-21
Salmo - Sl 39,7-8a. 8b-9. 10. 17 (R. Cf 8a.9a)
Evangelho - Lc 12,35-38
Reflexão - Lc 12, 35-38

1ª Leitura - Rm 5,12.15b.17-19.20b-21

Se pela falta de um só homem,.a morte começou a reinar,
muito mais reinaróo na vida, pela mediaçóo de um só, Jesus Cristo,
os que recebem o dom gratuito e superabundante da justiça. Irmóos:
12O pecado entrou no mundo por um só homem.
Através do pecado, entrou a morte.
E a morte passou para todos os homens,
porque todos pecaram.
15bA transgressóo de um só levou a multidóo humana à morte,
mas foi de modo bem mais superior que a graça de Deus,
ou seja, o dom gratuito
concedido através de um só homem, Jesus Cristo,
se derramou em abundância sobre todos.
17Por um só homem, pela falta de um só homem,
a morte começou a reinar.
Muito mais reinaróo na vida,
pela mediaçóo de um só, Jesus Cristo,
os que recebem o dom gratuito e superabundante da justiça.
18Como a falta de um só acarretou condenaçóo
para todos os homens,
assim o ato de justiça de um só trouxe,
para todos os homens,
a justificaçóo que dá a vida.
19Com efeito, como pela desobediência de um só homem
a humanidade toda foi estabelecida numa situaçóo de pecado,
assim também, pela obediência de um só,
toda a humanidade passará para uma situaçóo de justiça.
20bPorém, onde se multiplicou o pecado,
aí superabundou a graça.
21Enfim, como o pecado tem reinado pela morte,
que a graça reine pela justiça,
para a vida eterna, por Jesus Cristo, Senhor nosso.
Palavra do Senhor.

Salmo - Sl 39,7-8a. 8b-9. 10. 17 (R. Cf 8a.9a)

7Sacrifício e oblaçóo nóo quisestes,*
mas abristes, Senhor, meus ouvidos;
nóo pedistes ofertas nem vítimas,+
holocaustos por nossos pecados,*
8aE entóo eu vos disse: "Eis que venho!"R.

8bSobre mim está escrito no livro:
9"Com prazer faço a vossa vontade,*
guardo em meu coraçóo vossa lei!"R.

10Boas-novas de vossa justiça
anunciei numa grande assembléia;*
vós sabeis: nóo fechei os meus lábios!R.

17Mas se alegre e em vós rejubile*
todo ser que vos busca, Senhor!
Digam sempre: "É grande o Senhor!"*
os que buscam em vós seu auxílio.R.

Evangelho - Lc 12,35-38

Felizes os empregados que o senhor
encontrar acordados quando chegar. Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
35Que vossos rins estejam cingidos e as lâmpadas acesas.
36Sede como homens que estão esperando
seu senhor voltar de uma festa de casamento,
para lhe abrir em, imediatamente, a porta,
logo que ele chegar e bater.
37Felizes os empregados que o senhor
encontrar acordados quando chegar.
Em verdade eu vos digo:
Ele mesmo vai cingir-se, fazê-los sentar-se à mesa
e, passando, os servirá.
38E caso ele chegue à meia-noite ou às três da madrugada,
felizes serão, se assim os encontrar!
Palavra da Salvação.

Reflexão - Lc 12, 35-38

O verdadeiro discípulo de Jesus procura viver sempre um dos valores mais importantes que aparecem no Evangelho: o serviço. Ele sempre está pronto para servir o seu senhor que chega, pois vê o próprio Jesus que vem até ele na pessoa do pobre, do nu, do faminto, do injustiçado, do doente, do abandonado, do carente, enfim, de todos os que precisam de amor, de ajuda material, psicológica, afetiva ou espiritual. Esse discípulo não fala muito de amor e de Evangelho, porque sua vida é o grande discurso da vivência do amor evangélico. Este é o que está de rins cingidos e abre a porta do seu coração sempre que o Senhor chega e este é o feliz que será eternamente servido pelo Senhor.

Fonte: CNBB