Estatuto Social

2ª-feira da 23ª Semana Tempo Comum

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Cor: Verde

1ª Leitura - 1Cor 5,1-8

Lançai fora o velho fermento,
pois o nosso cordeiro pascal, Cristo, já está imolado.
Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios 5,1-8
Irmãos:
1É voz geral que está acontecendo,
entre vós, um caso de imoralidade;
e de imoralidade tal que nem entre os pagãos costuma acontecer:
um dentre vós está convivendo com a própria madrasta.
2No entanto, estais inchados de orgulho,
ao invés de vestirdes luto,
a fim de que fosse tirado do meio de vós
aquele que assim procede?
3Pois bem, embora ausente de corpo,
mas presente em espírito,
eu julguei, como se estivesse aí entre vós,
esse tal que tem procedido assim:
4Em nome do Senhor Jesus
- estando vós e eu espiritualmente reunidos
com o poder do Senhor nosso, Jesus -
5entregamos tal homem a Satanás, para a ruína da carne,
a fim de que o espírito seja salvo, no dia do Senhor.
6Vós vos gloriais sem razão!
Acaso ignorais que um pouco de fermento leveda a massa toda?
7Lançai fora o fermento velho,
para que sejais uma massa nova,
já que deveis ser sem fermento.
Pois o nosso cordeiro pascal, Cristo, já está imolado.
8Assim, celebremos a festa,
não com velho fermento,
nem com fermento de maldade ou de perversidade,
mas com os pães ázimos de pureza e de verdade.
Palavra do Senhor.

Salmo - Sl 5,5-6. 7. 12 (R. 9a)

R. Na vossa justiça guiai-me Senhor!

5Não sois um Deus a quem agrade a iniqüidade, *
não pode o mau morar convosco;
6nem os ímpios poderão permanecer *
perante os vossos olhos.R.

7Detestais o que pratica a iniqüidade *
e destruís o mentiroso.
Ó Senhor, abominais o sanguinário, *
o perverso e enganador.R.

12Mas exulte de alegria todo aquele *
que em vós se refugia;
sob a vossa proteção se regozijem, *
os que amam vosso nome!R.

Evangelho - Lc 6,6-11

Observavam, para verem se Jesus curaria em dia de sábado.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 6,6-11
Aconteceu num dia de sábado que,
6Jesus entrou na sinagoga,
e começou a ensinar.
Aí havia um homem cuja mão direita era seca.
7Os mestres da Lei e os fariseus o observavam,
para verem se Jesus iria curá-lo em dia de sábado,
e assim encontrarem motivo para acusá-lo.
8Jesus, porém, conhecendo seus pensamentos,
disse ao homem da mão seca:
'Levanta-te, e fica aqui no meio.'
Ele se levantou, e ficou de pé.
9Disse-lhes Jesus: 'Eu vos pergunto:
O que é permitido fazer no sábado: o bem ou o mal,
salvar uma vida ou deixar que se perca?'
10Então Jesus olhou para todos os que estavam ao seu redor,
e disse ao homem: 'Estende a tua mão.'
O homem assim o fez e sua mão ficou curada.
11Eles ficaram com muita raiva,
e começaram a discutir entre si
sobre o que poderiam fazer contra Jesus.
Palavra da Salvação.

Reflexão - Lc 6, 6-11

Duas perguntas podem ser feitas a partir do Evangelho de hoje: a primeira é sobre o motivo da existência da lei, e a segunda é sobre a nossa atitude em relação ao modo de agir das outras pessoas. No primeiro caso, a lei pode existir tanto para garantir direitos como para ser instrumento de opressão e de dominação. Os fariseus e os mestres da Lei fizerem da Lei de Deus não um meio para garantir o bem, mas um meio de estabelecerem relações de poder e dominação. No segundo caso, quando uma pessoa faz algo que nos surpreende, nós podemos condená-la e excluí-la porque não segue os padrões da normalidade ou podemos buscar os seus motivos, e talvez aprendamos novas formas de amar.