Estatuto Social

3ª-feira da 24ª Semana Tempo Comum

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

S. João Crisóstomo BDr, memória

Cor: Branco

1ª Leitura - 1Cor 12,12-14.27-31a

Vós, todos juntos, sois o corpo de Cristo;
e, individualmente, sois membros desse corpo.
Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios 12,12-14.27-31a
Irmãos:
12Como o corpo é um, embora tenha muitos membros,
e como todos os membros do corpo, embora sejam muitos,
formam um só corpo,
assim também acontece com Cristo.
13De fato, todos nós,
judeus ou gregos, escravos ou livres,
fomos batizados num único Espírito,
para formarmos um único corpo,
e todos nós bebemos de um único Espírito.
14Com efeito, o corpo não é feito de um membro apenas,
mas de muitos membros.
27Vós, todos juntos, sois o corpo de Cristo
e, individualmente, sois membros desse corpo.
28E, na Igreja, Deus colocou,
em primeiro lugar, os apóstolos;
em segundo lugar, os profetas;
em terceiro lugar, os que têm o dom e a missão de ensinar;
depois, outras pessoas com dons diversos, a saber:
dom de milagres, dom de curas, dom para obras de misericórdia,
dom de governo e direção, dom de línguas.
29Acaso todos são apóstolos?
Todos são profetas?
Todos ensinam?
Todos realizam milagres?
30Todos têm o dom das curas?
Todos falam em línguas? Todos as interpretam?
31aAspirai aos dons mais elevados.
Palavra do Senhor.

Salmo - Sl 99 (100),2. 3. 4. 5 (R. 3c)

R. Nós somos o seu povo e seu rebanho.

2Aclamai o Senhor, ó terra inteira, +
servi ao Senhor com alegria, *
ide a ele cantando jubilosos!R.

3Sabei que o Senhor, só ele, é Deus, +
Ele mesmo nos fez, e somos seus, *
nós somos seu povo e seu rebanho.R.

4Entrai por suas portas dando graças, +
e em seus átrios com hinos de louvor; *
dai-lhe graças, seu nome bendizei!R.

5Sim, é bom o Senhor e nosso Deus, +
sua bondade perdura para sempre, *
seu amor é fiel eternamente!R.

Evangelho - Lc 7,11-17

Jovem, eu te ordeno, levanta-te!
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 7,11-17
Naquele tempo:
11Jesus dirigiu-se a uma cidade chamada Naim.
Com ele iam seus discípulos e uma grande multidão.
12Quando chegou à porta da cidade,
eis que levavam um defunto,
filho único; e sua mãe era viúva.
Grande multidão da cidade a acompanhava.
13Ao vê-la, o Senhor sentiu compaixão para com ela
e lhe disse: 'Não chores!'
14Aproximou-se, tocou o caixão,
e os que o carregavam pararam.
Então, Jesus disse:
'Jovem, eu te ordeno, levanta-te!'
15O que estava morto sentou-se e começou a falar.
E Jesus o entregou à sua mãe.
16Todos ficaram com muito medo
e glorificavam a Deus, dizendo:
'Um grande profeta apareceu entre nós
e Deus veio visitar o seu povo.'
17E a notícia do fato espalhou-se pela Judéia inteira,
e por toda a redondeza.
Palavra da Salvação.

Reflexão - Lc 7, 11-17

Os milagres que Jesus realiza não possuem uma finalidade em si, mas são a expressão de uma realidade maior. Quando vemos o caso do Evangelho de hoje, percebemos duas coisas: primeiro: o nosso Deus é o Deus da vida e da vida em abundância, e tem poder sobre a morte; segundo: o que motiva Jesus a agir é a compaixão com os que sofrem, e isso nos mostra um aspecto muito importante da sua missão, que é a solidariedade com os mais pobres e necessitados. E tudo isso nos revela que Deus veio visitar o seu povo, ser solidário com ele, e esta notícia precisa ser espalhada para todos os homens a fim de que todos possam perceber a presença amorosa de Deus em suas vidas.