Documentos

2015 – 7º ENA – CARTA DE BRODOWSKI

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

CARTA DE BRODOWSKI

Nós, os 49 presbíteros, reunidos no 7º Encontro de Assessores Eclesiásticos do Movimento de Cursilhos do Brasil, na cidade de Brodowski, SP, em clima de profunda comunhão eclesial e em ambiente de fraternidade, refletimos sobre a importância e a necessidade urgente de compreender e assumir o carisma do MCC, especialmente a partir dos últimos documentos da Igreja, em particular do Documento de Aparecida, da Evangelii Gaudium e dos constantes apelos do papa Francisco que nos convida a ser uma “Igreja em saída”.

Assim, reconhecemos que:

  1. O MCC é um instrumento de evangelização extremamente válido para a realidade de hoje.
  2. O MCC precisa ser ainda mais missionário, indo ao encontro dos afastados – aqueles que se encontram nas periferias humanas e da sociedade (EG).
  3. )O MCC é um Movimento eclesial em que laicato e hierarquia atuam em comunhão.
  4. O lugar primordial dos leigos e leigas do MCC são os seus ambientes naturais – família, profissão, sociedade – onde agem como sal, fermento e luz.
  5. A presença dos presbíteros no MCC é importante e necessária, para garantir a fidelidade ao carisma e ao espírito missionário do MCC.

Além disso, constatamos que:

  1. É necessário conhecer melhor o MCC e seus documentos para garantir que ele atinja sua finalidade última – a evangelização dos ambientes.
  2. Vivemos numa sociedade complexa, consumista, violenta, marcada pela corrupção endêmica, que repudiamos veementemente.
  3. É urgente nossa presença e ação nos ambientes onde vivemos e convivemos, para impregná-los de Evangelho.

Por isso:

  • Desejamos que o espírito do Documento de Aparecida, da Evangelii Gaudium e da Laudato si’ sejam por todos assumidos corajosamente, sobretudo em seu espírito missionário.
  • Expressamos aos leigos e leigas nossa gratidão e reconhecimento pela disponibilidade de assumirem sua vocação de discípulos missionários.
  • Convidamos todos os cursilhistas a assumirem, com coragem e realismo, o ano da Misericórdia.

Por fim, queremos manifestar nosso apoio, confiança e fé na vocação dos leigos e leigas e em sua missão evangelizadora e, com muita alegria deixamos a todos nossa benção.

Brodowski, SP, 5 de novembro de 2015.

Para versão em PDF clique aqui